Coisas que se pode observar com um telescópio com base na sua abertura – Madeira Optics

Coisas que se pode observar com um telescópio com base na sua abertura

Publicado por Alexander Steiner em

Refratores de 60-70mm, refletores de 70-80mm:


  • estrelas binárias com separação angular superior a 2". Por exemplo, Albireo, Mizar, etc;
  • estrelas ténues (até magnitude estelar de 11.5mm);
  • manchas solares (com um filtro de abertura);
  • fases de Vénus;
  • crateras lunares (8km de diâmetro);
  • calotas polares e maria em Marte durante as oposições;
  • bandas atmosféricas em Júpiter e na Grande Mancha Vermelha (GRS) sobre condições ideais, quatro luas de Júpiter;
  • anéis de Saturno, Divisão Cassini sobre condições ideais, banda atmosférica rosa no disco planetário;
  • Úrano e Neptuno como estrelas;
  • grande globular. Por exemplo: M13 e aglomerados abertos;
  • quase todos os objetos Messier (não detalhados).

Refratores de 80-90mm, refletores de 100-120 mm, telescópios catadióptricos de 90-125mm:


  • estrelas binárias com separação angular superior a 1.5";
  • estrelas ténues (até magnitude estelar 12);
  • estrutura das manchas solares, granulação e erupções solares (com um filtro de abertura);
  • fases de Mercúrio;
  • crateras lunares (5 km de diâmetro);
  • calotas polares e maria em Marte durante as oposições;
  • avistamento claro das bandas atmosféricas em Júpiter e o GRS, sombras feitas pelas luas sobre o disco planetário;
  • Divisão Cassini nos anéis de Saturno e 4-5 luas;
  • Úrano e Neptuno como pequenos discos sem detalhes;
  • dezenas de aglomerados globulares, aglomerados globulares brilhantes são vistos como poeira cósmica nas bordas;
  • dezenas de nebulosas planetárias e difusas e todos os objetos de Messier;
  • os objetos mais brilhantes da NGC;
  • são vistos alguns detalhes dos objetos mais brilhantes e maiores;
  • os detalhes não são observados nas maiorias das observações das galáxias.

Refratores de 100-130mm, refletores de 130-150mm e telescópios catadióptricos:


  • estrelas binárias com separação angular superior a 1";
  • estrelas ténues ( até magnitude estelar 13);
  • detalhes dos planaltos lunares e crateras (3-4 km de diâmetro);
  • manchas na atmosfera de Vénus podem ser vistas com um filtro azul;
  • numerosos detalhes sobre a superfície de Marte durante as oposições;
  • características das bandas atmosféricas de Júpiter;
  • bandas atmosféricas em Saturno;
  • conjuntos de asteróides e cometas ténues;
  • centenas de aglomerados, nebulosas e galáxias;
  • características em espiral das galáxias mais brilhantes (M33, M51);
  • um grande número de objetos da NGC (as características podem ser observadas na maioria dos objetos).

Refratores de 150-180mm, refletores de 175-200mm e telescópios catadióptricos:


  • estrelas binárias com separação angular inferior a 1";
  • estrelas ténues ( até magnitude estelar 14);
  • características lunares (2 km de diâmetro);
  • nuvens e tempestades de poeira em Marte;
  • 6-7 luas de Saturno, o disco planetário de Titã pode ser observado;
  • Raios no anel B de Saturno no pico da visibilidade;
  • Luas Galileanas como pequenos discos;
  • nestas aberturas, a resolução depende mais das condições de visualização do que do poder prático do telescópio;
  • alguns aglomerados globulares são observados como estrelas individuais;
  • com um mínimo de poluição luminosa, a maioria das características de uma série de galáxias e nebulosas podem ser observadas.

Refratores de 200mm, refletores de 250mm e telescópios catadióptricos (e mais além):


  • estrelas binárias com separação angular de 0,5" (em condições ideais);
  • estrelas ténues ( até magnitude estelar 15);
  • características lunares (menos de 1.5 km de diâmetro);
  • pequenas nuvens e traços na superfície de Marte, por vezes podem ser observados Fobos e Deimos;
  • um grande número de características na atmosfera de Júpiter;
  • Encke Gap nos anéis de Saturno, disco planetário de Titã;
  • Tritão, lua de Neptuno;
  • Plutão como uma estrela ténue;
  • as condições de visualização têm um grande efeito sobre a qualidade das imagens produzidas;
  • milhares de galáxias, aglomerados de estrelas e nebulosas;
  • quase todos os objetos NGC, cores ténues podem ser observadas nas nebulosas mais brilhantes;
  • detalhes mais específicos em muitos objetos NGC.


Telescópio

A Lua, planetas e respetivas luas

Estrelas

Nebulosas, galáxias e aglomerados de estrelas

Refratores 60-70mm, ampliação 25-125x

Pontos solares (com um filtro solar apropriado), fases de Vénus, crateras lunares (7-10km de diâmetro), bandas atmosféricas de Júpiter e quatro das suas luas, anéis da Divisão de Saturno e Cassini em boas condições, Úrano e Neptuno como estrelas verdes fracas

Estrelas binárias com separação angular de 2", estrelas ténues até magnitude estelar 11.5 

Grandes aglomerados globulares, nebulosas brilhantes. Em condições ideais, todos os objetos Messier podem ser observados

Refratores 80-9 mm, Refletores 100-115mm, ampliação 15-250x

Estrutura das manchas solares, fases de Mercúrio, desfiladeiros lunares e crateras (5,5 km de diâmetro), calotas polares em Marte, assim como os planaltos durante as oposições, mais faixas atmosféricas de Júpiter, sombras das suas luas no disco planetário, Divisão Cassini nos anéis de Saturno e cinco das suas luas, Úrano e Neptuno como discos minúsculos

Estrelas binárias com separação angular de 1.5", estrelas ténues até magnitude estelar 12 

Dezenas de aglomerados globulares, nebulosas difusas e planetárias, galáxias. Todos os objetos Messier, os objetos NGC mais brilhantes em boas condições, características de nebulosas brilhantes, galáxias, no entanto, são vistos como pontos cinzentos sombrios

Refratores 100-125mm, refletores 150mm, ampliação 30-300x

Múltiplas características lunares, desfiladeiros, crateras (3 km de diâmetro), características dos planaltos em Marte, detalhes das bandas atmosféricas em Júpiter, bandas atmosféricas em Saturno, múltiplos cometas ténues e asteróides

Estrelas binárias com separação angular de 1" (em boas condições), estrelas ténues até magnitude estelar 13 

Centenas de aglomerados de estrelas, nebulosas e galáxias (características em espiral podem ser observadas em algumas galáxias), muitos objetos NGC/IC em boas condições. Estrutura das nebulosas e aglomerados de estrelas

Refratores 150-175 mm, refletores 200 mm,  catadióptrico 175-225mm, ampliação 50-400x

Características lunares (menos de 1,8 km de diâmetro), nuvens grandes e tempestades de poeira em Marte, 6-7 luas de Saturno, 4 das luas mais brilhantes de Júpiter em grandes ampliações (vistas como pequenos discos), grande variedade de asteróides fracos (vistos como estrelas minúsculas)

Estrelas binárias com separação angular inferior a 1" (em boas condições), estrelas ténues até magnitude estelar 14 

Muitos aglomerados globulares são vistos como estrelas individuais, muitas características da composição das nebulosas e estrutura de muitas galáxias

Refletores e catadióptrico 250mm (e acima) 

Em comparação com os telescópios de abertura menos, na maioria das vezes, as condições atmosféricas impedem-no de espreitar mais fundo no espaço. No entanto, em condições ideais e com uma poluição luminosa mínima, é possível ver características lunares (de diâmetro inferior a 1,5 km), características minúsculas na superfície de Marte e por vezes nas suas luas, Fobos e Deimos, detalhes precisos das bandas atmosféricas de Júpiter, Encke Gap nos anéis de Saturno, Neptuno e a sua lua, Tritão, Plutão pode ser observados como uma estrela minúscula

Estrelas binárias com separação angular de 0,5" (em boas condições), estrelas ténues até  magnitude estelar 14,5"

Milhares de aglomerados globulares e aglomerados abertos, a maior parte dos objetos NGC/IC, estrutura detalhada de galáxias e nebulosas, a coloração ténue pode ser observada em alguns objetos


Partilhar esta publicação



← Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente →


1 comentário

  • Qual o modelo que dê para observar crateras da lua 5km diâmetro e a estação espacial obrigado pela vossa atenção

    José Vasconcelos em

Deixe um comentário